Notícias SINDAEMA

02 de agosto de 2018 às 19h18

Mais uma vitória dos trabalhadores

O TRT-17 manteve a sentença de primeiro grau e condenou a Cesan a pagar ao filiado Luiz Sergio Pereira Cordeiro as horas extras prestadas pelo telefone, em sobreaviso, assim como horas extras pela supressão do intervalo intrajornada.

 

O tribunal entendeu que devido a demanda de trabalho exaustiva, bem como pela necessidade de atender aos chamados durante o horário de intervalo intrajornada, o empregado permanecia à disposição da empresa após o horário comercial, em sobreaviso, bem como não conseguia desfrutar de uma hora integral para almoço, uma vez que era interrompido para solucionar problemas da empresa. 

 

Para o presidente do Sindaema, Fábio Giori, essa vitória na Justiça demonstra, mais uma vez, o compromisso do Sindaema com os direitos dos trabalhadores. "Há inúmeras ações semelhantes de horas extras pelo trabalho no telefone celular. Vários filiados nossos, devido as ações feitas por nosso jurídico, já tiveram reconhecido o direito a horas extras e ao sobreaviso", afirmou Giori.

 

Segundo o advogado do sindicato, Ygor Tironi,  todos os trabalhadores que prestam qualquer tipo de serviço à Cesan fora do horário de trabalho normal, por meio do telefone celular, devem procurar o Sindaema para saber se possuem algum direito trabalhista que está sendo violado. "Mais uma vez destacamos que o jurídico do Sindaema está atento a todas as demandas da categoria, lutando sempre para garantir todos os direitos dos trabalhadores", destacou Tironi.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O SINDAEMA


O Sindicato dos Trabalhadores em Àgua, Esgoto e Meio Ambiente do Espírito Santo completou 50 anos de história em 2013. Possui cerca de 2 mil associados – são trabalhadores da Cesan e dos Saaes, Serviços Municipais de Água e Esgoto. Sua sede está localizada no Bairro do Moscoso, em Vitória.