Notícias SINDAEMA

10 de maio de 2018 às 16h10

Novo Código de Conduta e Integridade: orientação ou censura?

“Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue”

 

No dia 2 de Maio começou a viger na Cesan o seu novo Código de Conduta e Integridade,que segundo a empresa em sua apresentação,esta nova ferramenta tem a finalidade de servir como um instrumento de trabalho para orientar sobre a forma de atuação no cotidiano, com pretenso intuito de fortalecer a relação de crescimento sustentável dentro da empresa.

 

Ora vejamos, se a intenção é fortalecer e orientar não seria mais funcional abrir portas de comunicação? Quem sabe reavivar o Café com Presidente? Construir coletivamente através de sugestões dos empregados? E para orientar e se adequar às novas leis das estatais, uma atualização do código de conduta, buscando exemplos, talvez como “o seu irmão Banestes”, que na ocasião é fiscalizado por mais órgão que a própria Cesan, já que o objetivo é se adequar à lei? Havia muitos meios de se construir algo que fizesse efetivamente uma comunicação de maneira responsável e com a mudança cultural.

 

Poderia ter sido um trabalho com a contribuição de cada unidade da empresa, assim como já foi feito outrora nos planejamentos estratégicos, onde se convidava cada empregado e empregada para expor sua visão de quais seriam as forças, oportunidades, fraquezas e ameaças que se apresentavam à Cesan, para que este trabalhador se enxergasse nesse encadeamento e assim fizesse brotar um sentimento de pertencimento a Companhia. Mas infelizmente, optou-se por um trabalho solitário, em que um grupo enxuto desenhou uma codificação persecutória, acreditando que talvez punir fosse o melhor caminho para a transformação dessa empresa. Esquecendo-se que, na maioria das vezes, quem estica a corda o faz para sua própria forca.

Se punir e amedrontar fosse o melhor caminho as cadeias não estariam superlotadas,mas então, o que fazer agora? Agora é fazer valer a resistência e UNIÃO, que são muito mais valorosas que a truculência deste código e mais meia dúzia de comissões criadas pela Cesan. A UNIDADE sim é o caminho real para mudança cultural desta empresa!

 

E lembrar para cada trabalhador dessa companhia, que vocês fazem parte do sucesso e do lucro recorde deste ano e dos que estão por vir, sendo assim, todos somos importantes e essenciais. Sobretudo, que independente do humor do vento que sopre por essa empresa, ou da tempestade que se aproxime dos castelos seu refúgio é o Sindicato, legítima defensora da causa operaria.

 

Se você se sentiu oprimido, perseguido, caluniado, está sendo injustiçado ou até mesmo já foi punido sem direito a voz. Venha, que lutaremos ao seu lado para que esse silêncio aos outros atordoe.

A Diretoria.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O SINDAEMA


O Sindicato dos Trabalhadores em Àgua, Esgoto e Meio Ambiente do Espírito Santo completou 50 anos de história em 2013. Possui cerca de 2 mil associados – são trabalhadores da Cesan e dos Saaes, Serviços Municipais de Água e Esgoto. Sua sede está localizada no Bairro do Moscoso, em Vitória.