Rio de Janeiro: parte do dinheiro da privatização da CEDAE entra no esquema de corrupção da CEPERJ

Há menos de um ano da privatização da Cedae, a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro, veio a público a informação de que R$ 193 milhões da receita extraordinária da companhia foram destinados ao Centro Estadual de Estatísticas Pesquisas e Formação de Servidores do Rio de Janeiro (Ceperj). O problema é que o Ministério Público vem investigando um esquema de corrupção no Ceperj.

Isso significa que parte do dinheiro da privatização da Companhia, que poderia ser uma base maior de investimentos para a população, foi direcionada para um setor que vem sendo investigado por desvio de dinheiro público, com suspeitas de funcionários-fantasmas e de rachadinha. Uma privatização que já tinha os seus questionamentos e que, agora, tornou-se parte de um escândalo ainda maior.

A fala do jornalista e ambientalista André Trigueiro traz uma ótima contextualização sobre o assunto. Confira >>https://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/383486/dinheiro-da-privatizacao-da-cedae-irrigou-esquema-.htm

 

CONVÊNIOS