Três trabalhadores da Cesan ganham processo de turno ininterrupto de revezamento

Três trabalhadores da Cesan ganharam um processo de turno ininterrupto de revezamento movido pelo Jurídico do Sindaema.
Antes de 2018, a Cesan não considerava como escalas de turno ininterrupto as estações de tratamento de 18 horas e não pagava adicional de 30%.
“Entramos com ação alegando que essas ETAS que trabalhavam 18 horas também eram, assim como as de 24 horas, escalas de turno ininterrupto de revezamento. Pedimos o adicional de 30% e ganhamos”, explicou o advogado do Sindaema, Ygor Tironi.
Assim sendo, a empresa teve de pagar o percentual sobre os meses anteriores de trabalho aos empregados.
Desde 2018, foi incluído no Acordo Coletivo que as ETAS de 18 horas também são consideradas de turno ininterrupto, então já não cabe mais esse tipo de ação.
O Sindaema agradece aos trabalhadores pela confiança e destaca a importância de estar filiado para fortalecer essas e outras atividades desenvolvidas pelo sindicato em defesa dos direitos dos trabalhadores.

CONVÊNIOS