Tubomills é condenada por coletar sangue de trabalhadores em canteiro de obras

A Tubomills foi condenada a pagar R$ 3 mil por danos morais a cada trabalhador que foi exposto a condições degradantes e de risco à saúde, ao coletar sangue dos funcionários em canteiros de obras para a realização de exames. A ação movida pelo Sindaema teve vitória em primeira instância, mas ainda cabe recurso.
O fato aconteceu em 2019, com dezenas de empregados da Tubomills das unidades de Vila Velha e Cariacica, para a realização de exames laboratoriais de rotina.
Para o sindicato, o canteiro de obras é um ambiente inadequado para coleta de sangue e fere as normas de saúde, higiene e segurança do trabalho.
“Essa é mais uma vitória importante que fortalece o Sindaema, a relação entre sindicato e trabalhadores e a luta por condições de trabalho com dignidade”, pontuou o presidente do sindicato, João Ramos.

CONVÊNIOS